17 agosto, 2017

TAG - Liebster Award

Mesmo de férias uma pessoa tenta passar aqui pelo blogue. E fui nomeada para uma TAG pelo blogue As Coisas Dela (visitem!).
É a minha primeira TAG por isso vamos lá ver se isto corre bem! 
Regras da TAG:
 - Escrever 11 factos sobre mim;
 - Escrever 11 perguntas para os futuros indicados;
 - Responder às perguntas de quem o indicou;
 - Indicar entre 11 a 20 blogs com menos de 200 seguidores;
 - Colocar o selo da TAG LIEBSTER AWARD;
 - Indicar os links de quem identificar.

11 Factos sobre mim:
1- Detesto coisas de morango e principalmente o cheiro a morango;
2- Morro de medo de aranhas;
3- Adoro conduzir;
4- Choro facilmente. Basta levantarem-me a voz que já tenho as lágrimas nos olhos;
5- Sou bastante teimosa (o namorado que o diga!);
6- Infelizmente não sei nadar e tenho muito medo da água;
7- A minha mãe é a minha melhor amiga;
8- Adoro conversar (sou uma tagarela diga-se!);
9- No meu trabalho gosto de explicar as coisas muito bem explicadas. Os meus clientes tem de perceber as coisas da mesma forma como eu as entendo!
10- Não vivo sem música, e sem cantar (não quer dizer que o faça bem!);
11- Sou uma eterna sonhadora.

11 Perguntas para os futuros indicados:
1- Qual o teu maior sonho?
2- Quem é a pessoa mais importante da tua vida?
3- Qual o teu maior medo?
4- Se tivesses um super poder qual seria?
5- O que mudarias no mundo da blogosfera?
6- Praia, campo ou cidade? Porquê?
7- Música favorita?
8- Perspectivas para o futuro do teu blogue?
9- O que mais prezas numa relação de amizade?
10- Viagem de sonho?
11- Qual o teu maior defeito?

As perguntas que me foram indicadas:
 1 - Qual o maior pequeno prazer da vida? 
Diria que são dois. Dormir e comer! Mas se tivesse de escolher só um diria dormir. Até posso ter fome, mas sou incapaz de sair da minha rica caminha para ir comer!

 2 - Qual o maior sonho em relação ao blogue?
Talvez seja chegar ao maior número de pessoas. Tal como disse nos 11 factos sobre mim adoro conversar, e para mim o blogue é uma excelente forma para comunicar com as mais variadas pessoas. Por isso mais que fazer do blogue uma fonte de rendimento é torná-lo de muita gente!

3-  Qual o maior sonho da tua vida? 
Simples: Ser feliz! Assim engloba tudo.
  
4 - No teu guarda roupa nunca pode faltar?
Calças de ganga. Ando imenso de calças, e principalmente no verão gosto de usar outro género de calças, mas calças de ganga nunca podem faltar no meu guarda roupa.

5 - Qual o teu passeio de sonho?
Índia.

 6 - Animal preferido?
No geral adoro animais. Tartarugas, hamsters, gatos, pássaros,... mas o meu preferido é o cão. Neste caso os meus 4 cães ;)

7 - Computador, tablet ou telemóvel?
Chamem-me antiquada mas sou 100% computador. Para mim o tablet ou o telemóvel são um desenrasque para quando não tenho acesso ao computador.

8- Até onde vais para seguir os teus objetivos?   
Vou até onde me for possível. É óbvio que não tenciono atropelar ninguém pelo caminho, nem sequer transformar-me em algo que não sou para isso. Mas se é para ir à luta então é arregaçar as mangas e lutar! 

 9 - Não consegues viver sem...?
Uiii difícil. Sem a minha família (aqui incluído o namorado obviamente!), sem os meus cães, sem os meus amigos. Se falarmos de coisas materiais, sem computador, telemóvel e carro.

 10 - Bebida e comida favoritas?
Bebida: água.
Comida: arroz de polvo da mãe, rodovalho grelhado com batatas cozidas e salada, bife de lombo com batatas fritas, feijoada à transmontana da mãe, ...

 11 - Para ti, o que é a blogosfera?
Enquanto leitora é um verdadeiro entretenimento. Sou capaz de passar horas a ler e descobrir novos blogues e adoro acompanhar o crescimento dos mesmos.
Enquanto autora de um blogue é ainda uma descoberta. 
O ideal é conciliar a parte de leitora com a de autora para poder aproveitar todos os blogues a 100%.


Blogues que nomeio:


E para primeira TAG acho que até correu bem! Para os nomeados fico a aguardar conhecer-vos um bocadinho melhor!

  
  
 

13 agosto, 2017

Queridinhos #6

O produto que vos venho falar hoje passou para a categoria de queridinho há apenas dois dias. Mas é tão mas tão bom que acho que precisa ser divulgado. 
Falo-vos os ultra bronzeador da marca Corine de farme.


Eu só os descobri há dois dias mas esta história já vem de algum tempo atrás. 
Quando era mais nova e estava na praia, rio ou piscina, sentia sempre um cheirinho característico às senhoras emigrantes que lá estavam. Reparava sempre no protetor solar que usavam mas a maioria deles eram da Garnier e eu sabia que aquele odor não era desses produtos. Tentei vários anos descobrir o que cheirava tão bem nas nunca descobri. Até sábado ir ao pingo doce com a minha mãe e por curiosidade estava a dar uma vista de olhos nos óleos da Corine de farme e vi uma embalagem igual a esta mas em laranja e resolvi abrir para cheirar e achei o cheiro muito bom. Ao lado estava este, com embalagem castanha, e assim que o abri para cheirar foi um reviver de todos os momentos em que fiquei curiosa com este odor.
É MA-RA-VI-LHO-SO!!!
Chamei pela minha mãe para o cheirar, contei-lhe esta história e claro comprei-o.
No sábado à tarde e hoje fui para a praia e já o usei. É super bom de espalhar, bastante hidratante, resistente à água conforme indica o produto, ajuda a deixar um tom dourado na pele e o melhor de tudo é o cheiro que dura imenso tempo e tão delicioso!


O namorado diz que já está enjoado do bronzeador só porque eu passo a vida a dizer-lhe para o cheirar (ou a mim)! 
Ele custou 5,99€ e acho que não vai durar muito porque estou completamente viciada neste cheiro!


11 agosto, 2017

Meu querido mês de Agosto!

Assim que falo de Agosto é instantâneo que comece a cantarolar a música "Meu querido mês de Agosto..."!
Mas de querido ele tem muito pouco. Neste momento começaram as festas do concelho onde trabalho. É uma terra com muitos emigrantes e portanto chega a este mês e temos muito mais gente por cá. Mas não é propriamente isso que me faz confusão. 
É bom ver gente na rua, famílias a passear por cá, a dinamizar os nossos comércios tradicionais. O concelho ganha outra vida. Mas o trânsito...  O trânsito senhores, deixa-me a dizer tantos palavrões que nem imaginam.
Deixo de ter lugar para estacionar e tenho de andar largos minutos à procura de um lugar distante do meu local de trabalho. Na estrada já temos imensos carros a andar cada vez mais devagar (ritmo de passeio) o que nos condiciona mais na hora de chegarmos ao emprego. Mas o pior, o pior para mim é quando estão super indecisos do que pretendem fazer e param no meio da estrada a decidir e a conversar dentro do carro enquanto se gera uma fila enorme atrás deles, que começa logo com buzinadelas mas mesmo assim eles mantém-se na deles. Afinal eles não tem horários por isso podem perfeitamente estar uma manhã naquilo! Mas eu não!!!!
Fico doente quando isto me acontece. Dou sempre o benefício da dúvida porque às vezes podem não conhecer bem a estrada, e precisamos ali de uns segundos extra para decidir para onde vamos, mas depois buzino, e levanto os braços, e digo umas quantas palavras para mim. E quando mesmo assim não há evolução, abro o vidro, e claro passo-me!!!


Hoje aqui à porta do escritório estava uma senhora de cá também a discutir com um emigrante. Gerou-se logo uma fila gigante, o verdadeiro caos!
Por isso andar na estrada neste mês é um suplício para mim.
O que vale é que hoje é o meu último dia de trabalho antes de ir de férias!!!

E como gente normal devia estar a pular de alegria mas não estou lá muito entusiasmada com isso. Não me perguntem porquê mas este ano há qualquer coisa que me está a deixar mais em baixo! Mas durante as férias devo recuperar as energias (espero eu)! 

09 agosto, 2017

Eu não quero ser implicativa....

Mas expliquem-me lá qual é a necessidade de ir maquilhada para a praia ou para a prática de qualquer desporto?
E jóias? Também costumam ser úteis nestes casos ??
 
 

04 agosto, 2017

Adolescentes!

Tenho um primo com 14 anos. É um adolescente portanto. Já é meu segundo primo, mas a ligação é próxima e considero-o meu primo direito como é o pai dele.
Nestes últimos dias temos andado a fazer umas caminhadas nocturnas. Eu, o namorado, o meu primo e a esposa, uma vez que o adolescente de 14 anos não quer vir connosco (dizem que ser visto perto dos pais não contribui em grande coisa para o estilo)!
Ontem à noite, nas nossas caminhadas, a mãe contava-me que ele tinha saído com os amigos. Estão de férias, daqui a nada começam as festas do concelho e eles lá andam nos preparativos.

Hoje quando ligo o facebook tinha uma mensagem do meu primo adolescente de ontem às 21 horas que dizia assim:

"J* olha tu agora vais com os meus pais ao cafe e tp eu vou sair tas a ver n podes fazer um tempinho la com eles?"




02 agosto, 2017

Futilidades #16

Preciso de renovar as minhas malas. Estou a levar cada uma delas até às últimas e desconfio que daqui a nada não tenho nem uma para poder usar. 
Fiz uma seleção de umas quantas que podiam vir substituir as minhas velhinhas.Todas elas são de preços acessíveis e fáceis de encontrar a não ser a Michael Kors que tem um valor bem mais elevado. Mas se é para sonhar, pois então vamos sonhar alto!!!


hhhhhhh

01 agosto, 2017

O dia ainda não terminou?

Ontem deitei-me mais tarde que habitual. Não muito, mas para quem está habituado a dormir aquelas (sagradas) horas, menos um minuto já é suficiente para acordar com aspecto de quem já não dorme há sensivelmente 72 horas.
Por isso hoje quando acordei era obrigatório uso de maquilhagem para disfarçar esta cara de susto. Era, porque em instantes isso passou para segundo plano e saí de casa a voar, sem qualquer vestígio de sono.
Depois de tomar o pequeno almoço e ficar uns minutos a fazer ronha no sofá, levanto-me e vou directa à casa de banho para tratar então da parte artística da coisa. Lavo primeiro os dentes, e quando já me mentalizei que tenho de pegar no kit de maquilhagem toca o telemóvel. Era o meu irmão. Estranho estar-me a ligar tão cedo. Notícia: a minha mãe estava no hospital.

Saí de casa a voar. Ainda que voz dele fosse tranquila, quando a nossa mãe não está bem, nem que seja com uma dor de cabeça, nós também não ficamos bem.

Cheguei ao hospital e ele estava cá fora. Fui eu vê-la. Estava com uma aspecto que nem imaginam, desde a uma da manhã no hospital. 
O quer aconteceu foi que estava a dormir, acordou e estava tudo a rodar, não conseguia levantar-se, e manter os olhos abertos só com muita força. A muito custo o meu pai conseguiu levá-la para o hospital não sem antes vomitar. Diagnóstico, vertigens.
Já não é o primeiro episódio, se bem que este foi mais forte.
Agora já está em casa a descansar.

Com isto tudo cheguei mais tarde ao trabalho, sem maquilhagem, e para ser perfeito acho que tenho um terçolho (ainda bem que não me maquilhei) !
 

29 julho, 2017

Saga Casamento - Capítulo VI

Enquanto não encontrar vestido para o casamento vão ter de me aguentar por aqui.
Hoje foi mais um dia de luta à procura do vestido perfeito (ainda não encontrado).
Mas houve dois que me fizeram ir ao provador. Qual preferem?
 



28 julho, 2017

Saga Casamento - Capítulo V

Lembram-se do vestido que mostrei aqui ?
Eu já o tinha experimentado na loja. No entanto só tinha o tamanho M e estava-me bastante largo. Quando andava no site da Origem descobri que o vestido para além de ter entrado em saldos (passou de 89,90€ para 62,90€) estava disponível o tamanho S. Depois de ler a política de devoluções resolvi arriscar a encomendar o tamanho S do vestido, com algum receio que ficasse curto no comprimento.
O vestido chegou super rápido, bem embalado, e quando o experimentei constato que mesmo com sapatos de salto alto ele não me fica curto por isso já tinha ecnontrado o vestido. Mas...
Tem de haver sempre um mas! Enquanto o tive vestido (cerca de 10 minutos) percebi que o facto de ser de lantejoulas na parte superior não se estava a tornar nada confortável.
Como as lantejoulas tem algum feitio, debaixo dos braços elas estão viradas para cima, e por muito que se tente baixar não dá. Resultado: Ao final de 10 minutos estava cheia de cortes debaixo dos braços. Aquilo parecem facas super afiadas. Os meus braços parece que tinham saído de uma luta de gatos e derrotados claramente!
Assim sendo não posso ficar com um vestido que se em 10 minutos me deixa neste estado, num dia inteiro de casamento ficava asem braços!

Acontece que assim volto à estaca zero e a menos de 1 mês do casamento eu não tenho nada para vestir!


24 julho, 2017

A minha primeira despedida de solteira!

Este sábado tive a minha primeira despedida de solteira.
A noiva é minha amiga desde os 3 anos, e vai-se casar no final de Agosto, e o único fim de semana em que conseguiu juntar o grupo todo foi este. Portanto, os planos eram jantar e depois uma saída à noite só de meninas!
O local do jantar foi escolhido por ela e para poupar transtorno de carros, e alguém não poder beber, e até mesmo por causa do cansaço optou-se por alugar um transporte que tratava de nos levar onde pretendíamos. Por isso quanto a transporte não tínhamos de nos preocupar.
O turno escolhido do jantar foi o das 19h, e a essa hora já estávamos nós prontas para entrar no restaurante. O restaurante escolhido tinha um conceito que implicava semi-nudez e striptease!
Se me perguntarem se acho piada a este género de coisas, a minha resposta é evidente: NÃO! Mas não era eu a noiva por isso não me cabia a mim decidir o local onde queria ir. Ela escolheu, e eu como amiga fui (se bem que passei a noite a cobrar-lhe o favor)!!!
Assim que começou o espectáculo estive mais ou menos assim:

 

19 julho, 2017

Poupar, poupar, poupar.

Na sequência do outro post que publiquei a falar sobre a minha desgraçada compra no aliexpress andava eu a ver os vestidos que poderiam interessar pelo site, quando me deparei com um sem número de vestidos que eu já tinha visto em algum lado mas não foi nesse site.
Como fiquei intrigada, comecei a abrir as imagens dos vestidos para analisar melhor e tentar descobrir onde é que eu já tinha visto aquilo. E a minha surpresa foi quando percebi que já vi muitos daqueles vestidos em imensas lojas do facebook. Mas muitas mesmo!
E qual é o problema perguntam vocês? É que os preços praticados por essas lojas são muito, mas muito elevados comparados com o aliexpress!
Para tirar as dúvidas resolvi rumar ao facebook e pesquisar essas tais lojas que poderiam vender os vestidos e lá estavam elas. Não era só uma, mas várias.

Eu não vou nomear aqui as lojas de facebook porque acho que não faria muito sentido. 
Mas gostava de alertar quem compra nessas lojas que provavelmente encontrariam muito mais barato no aliexpress, ou no ebay!
Ficam aqui exemplo de vestidos que encontrei no aliexpress:

1 - Aliexpress, 17,75€

2 - Aliexpress, 17,31€

3 - Aliexpress, 22,88€
 
4 - Aliexpress, 6,73€

5 - Aliexpress, 35,21€
Todas as imagens foram retiradas do Aliexpress.

E pensar que já tive tentada a comprar vestidos através dessas lojas. Só para terem noção, encontrei o vestido nº 4 a 52,90€. É uma diferença enorme!!!
Com isto não tenciono induzir as pessoas a deixarem de comprar nas lojas de facebook, mas se depois não querem ficar de boca aberta como eu fiquei, façam antes uma pesquisa por estes género de sites só para terem noção de quanto podem poupar!

18 julho, 2017

Compras online.

Desde que descobri o Aliexpress e o Ebay é ver-me a fazer procuras de tudo e mais alguma coisa durante horas.
Quem conhece os sites sabe a quantidade de produtos para venda, e sabe com certeza que é preciso filtrar os produtos com as características que procurámos senão ficamos um ano à procura do que quer que seja!
Então numa das minhas procuras no aliexpress resolvi dar uma vista de olhos na roupa. Não é propriamente aquilo que mais gosto de procurar, porque a qualidade de algumas peças deixa muito a desejar, mas naquele dia era para o que estava virada e assim foi! 
Então encontrei este top que pareceu bastante interessante:



14 julho, 2017

Queixume (de velha)!

É sexta feira, uma pessoa fartou-se de trabalhar, quer no emprego quer nas lides domésticas, está com uma dor de costas de não se mexer, tem um dia agitado amanhã, e quando me deito na cama para descansar descubro que está a decorrer uma festa qualquer na rua e ouve-se tudo cá em casa!
É rap, é eletrónica, é wows e palmas do público! E eu que só queria descansar não consigo! É que nem é tanto dormir, é mesmo descansar a sério!
Eu não quero ser daquelas velhotas que critica tudo, e nunca deixam fazer festas e assim, mas caramba, precisava de ser hoje?!
É que parece que um camião passou por cima de mim e ainda tenho de levar com isto ... É dose!!!

13 julho, 2017

Como começar o dia enervada...

Eu já não tenho bom acordar. Eu gosto de falar o mínimo possível, e fazer grandes raciocínios então quanto menos melhor. Da minha casa ao meu local de trabalho são cerca de 20 minutos de carro. Faço-os a divagar. Música nas alturas como sempre, e vou a desfrutar daquele bocadinho em que estou a dormir de olhos abertos. Ok, não estou bem, bem a dormir! Vou a conduzir por isso não convém, mas estou relaxada! Estrada sem trânsito e boa de se fazer. 
Ora quando chego ao meu local de trabalho tenho de encontrar um lugar de estacionamento. Normalmente não fico muito longe, mas a verdade é que aqui à porta não temos assim muitos lugares. 
Hoje de manhã quando cheguei vi que não tinha nenhum lugar mesmo à porta. Segui então outro caminho (nada longe) para poder contornar aquele local. E vi um estacionamento de lado (grandinho por sinal, e óptimo para mim). Como é óbvio foi aquele o escolhido para deixar o meu carro.
Numa rua de sentido único, não muito larga, lá estava eu pronta para fazer as minhas manobras e estacionar o carro, como num dia de trabalho normal.
Mas a senhora que anda a varrer as ruas, e nesse momento era o que estava a fazer, faz-se acompanhar de uma espécie de carrinho com um cesto para poder recolher o lixo das ruas. E essa senhora ao que parece gosta que o seu carrinho de mão seja considerado um carro como outro qualquer, ou então não vejo qualquer justificação para a mesma o deixar, nada mais nada menos, que no meio da rua!
Ora eu a tentar estacionar não conseguia porque a senhora tinha o carro mesmo no sítio onde eu precisava de me encostar para conseguir estacionar.
Uma pessoa normal assim que se apercebesse daquela situação tiraria logo o carrinho de mão para o passeio que era bem grande, mas o que é que ela fez? Nada!!! Olhou para mim enquanto estava a tentar estacionar, e eu já com vontade de levar o carrinho de mão na frente e a ela incluída, parei. Fiquei atravessada no meio da rua porque estava sujeita a riscar o carro enquanto ela não se mexesse. 
Já tinha um carro atrás e mesmo assim ela não se sentiu pressionada. E eu educadamente de dentro do carro pedi se ela podia tirar o carrinho para outro lado. 
Ela respondeu??? Não.
Agiu de imediato? Também não.
A seu tempo retirou o carrinho, olhou para mim e levantou-me a mão em jeito de já vou!!!

Contei até 10, estacionei rapidamente porque tinha carros atrás, e disse para mim mesma que não valia a pena sair do carro e espetar-lhe um sermão porque era falar para um boneco!

 
 
 

12 julho, 2017

Eleições Autárquicas

Este ano é ano de eleições. E se já acompanhava o facebook "Tesourinhos das Autárquicas" desde as últimas eleições, este ano não vai ser diferente. E este ano já fui às lágrimas de tanto rir com a versão do conhecido despacito, do candidato do Partido Socialista de vila Pouca de Aguiar.
Quem ainda não assistiu, assista, e não digam que eu não vos animo o dia:



Vá, aposto que agora nunca mais vão cantar despacito da mesma forma! 

Mas não era bem sobre estes tesourinhos que pretendia falar. É mais daqueles que eu vejo aqui na terra. Aqueles que uma pessoa tem contacto directo, e não através das redes sociais. Mas no fundo funciona tudo mais ou menos da mesma forma.
Senão digam-me lá se nos seguintes pontos não vão rever algum, ou mesmo todos, os candidatos da vossa terra (que com certeza na sua maioria não é a mesma que a minha):

1- Ninguém sabia quem ele(a) era e de repente vemos a sua cara em todas as fotografias de todos os eventos a decorrer na terrinha. Ele é festas da aldeia, é procissões, é corridas de cavalos, é feiras, é reuniões escolares e associativas, e pasmem-se só, até funerais. E se for mais que um no mesmo dia, ele(a) vais estar em todos. Garanto-vos!
2- Nunca anda sozinho(a). Aliás andam sempre os mesmos com ele(a). Chega até a ser bastante enervante ver sempre as mesmas caras. A comitiva é reunida para todos os eventos e o ideal é haver registo (fotográfico ou em vídeo) de que efetivamente estiveram presentes.
3- E a alegria e boa disposição com que nos brinda em cada presença? Por momentos até parece que somos contagiados só que não! Beijos, abraços, pancadinhas nas costas,... Não interessa. O importante é haver contacto físico. Porque o contacto físico (pensam eles) torna-os mais "povo".
4- O interesse demonstrado por assuntos que nunca lhes interessou, nem vai interessar na vida. Mas se mostrarem interesse por alguma coisa, em comum com o povo, é mais fácil de lhes chamar a atenção. Falsos, falsos, falsos!
5- A destruição da nossa paisagem com cartazes colocados estrategicamente, que mesmo estando nós a conduzir a quilómetros de distância já visualizamos aquela(s) pessoa(s) de tão grande que é a imagem. Normalmente os slogans que acompanham as imagens são também bastante apelativos, mas para isso tem os Tesourinhos das Autárquicas e já podem ver do que falo!
6- Os discursos de apresentação da candidatura. Brilhantes! Iniciam com as propostas para o futuro, engrenam naquilo que foi mal executado anteriormente pela oposição, e aposto que a maioria termina com alguma emoção (lágrimas ficam sempre bem) e com um agradecimento especial a cônjuges e filhos! Tudo técnicas para mostrar que são pessoas de família. E se por acaso não forem casados, e não tiverem filhos agradece-se aos pais. Mesmo que à data já estejam debaixo da terra! Vale tudo! 

Agora digam-me lá se os candidatos da vossa terra não são iguais aos da minha!?

08 julho, 2017

Saga do casamento - capítulo III

E se eu vos disser que me levantei às 07h45 de um sábado, meti-me num comboio e fui bater pé na rua Santa Catarina no Porto durante cerca de 2horas, regressei a casa e ainda fui a mais dois centros comerciais, e 3 lojas de rua, para encontrar um vestido para o casamento e cheguei a casa com nada. 
NA-DA!!!!
O meu namorado diz que sou esquisita, a minha mãe diz que é bruxedo, e eu digo que não é normal!!! Em tantas lojas que entrei, só experimentei dois vestidos! Apenas dois. E não morri de amores por nenhum!
Alguém me ajude que por este andar vou nua a um casamento!!!!

07 julho, 2017

Futilidades #15

Sandálias Manuel Alves, 49,90€
Não precisavam de ser exatamente estas as cores. Também tem em bege, vermelho e azul escuro (já as vi em loja mas no site não aparecem)!
A pedir e pedir era um par de cada cor!
Giras que se fartam!

06 julho, 2017

Os meus (não) saldos!

Fui aos saldos mas não comprei nada em saldos. Aliás, dizer que fui aos saldos também não sei se estará de todo correto. Afinal de contas só fui mesmo à Primark. E se há vezes que lá vou e saio de lá sem rigorosamente nada, há outras vezes, como esta, em que trouxe umas peças.
Desde que descobri que não tinha pijamas (aqui) pareceu-me uma boa ideia investir nuns.
Pijama de calças e t-shirt, 7,00€



Pijama calções e alças, 5,00€

Nunca gostei de trovoada. Quando era mais nova tremia de medo assim que começava a ouvir trovoada. Durante as trovoadas mudava-me para o meu armário do quarto. Era escuro lá dentro e assim não via os relâmpagos. 
O meu maior problema sempre foram os relâmpagos. As janelas de casa dos meus pais não tem estores, daqueles que fecham totalmente. São de ferro e como tal deixam passar alguma luz. Daí eu procurar um sítio onde não conseguisse ver os relâmpagos.
Desde que fui para a universidade perdi um bocadinho este medo porque já conseguia fechar as persianas na totalidade e apesar do som me incomodar não ficava com medo. Como onde vivo agora passa-se a mesma coisa, já não dou grande valor à trovoada. 
Mas hoje o dia prevê trovoada durante a tarde toda. E por muito que me sinta segura no meu local de trabalho, vejo a luz dos relâmpagos por todo o lado, e está-me a deixar com aquele sentimento que sentia quando era mais nova.


Por isso hoje, estou mortinha por chegar a minha casa, fechar as persianas todas e deitar-me no sofá a ouvir a trovoada lá fora e bem longe de mim. 
Há por aí gente com medo de trovoada? Ou é tudo muito corajoso? 

02 julho, 2017

Depois do dia de m*rda de ontem, hoje já estou bem mais calma. Não tão relaxada quanto queria mas ainda assim muito menos nervosa que ontem. 
E hoje foi dia de passeio, compras (que depois mostro aqui), e terminei o dia a jantar com o namorado (francesinha que ele tanto gosta, mas eu não) e a minha sobremesa favorita:
Gelados da Santini, que para mim são assim uma das maravilhas deste mundo!!!
Ainda assim, a minha combinação perfeita de maracujá e frutos do bosque já não existe! Pelo menos a menina disse-me que já não tinham o sabor frutos do bosque. Mantive o maracujá e substitui os frutos do bosque por limão. Gostei mas não adorei. Por isso tenho de voltar a encontrar a minha combinação perfeita.

Para vocês quais são os sabores que mais gostam?!

01 julho, 2017

Dia de m*rda.

Mas que dia de inferno eu tive hoje!
Se tivesse escrito aqui no blogue a meio da tarde, tudo o que sairia era um monte de palavrões. Mas assim daqueles feios,muito feios! 
O que não saiu aqui no blogue saiu boca fora sem qualquer filtro durante a manhã e a tarde do dia de hoje.
É que nem por ser o aniversário do namorado. Não houve hipótese. Hoje foi dos dias mais complicados que tive no meu trabalho.
Vários prazos a terminar no dia de hoje, muitos erros a surgirem nas últimas horas, muitos emails sem resposta nas devidas horas, muitas chamadas para ajudarem na resolução de problemas, deram trabalho até às 23horas.
A falta de cooperação, a falta de paciência, a falta de noção foram uma mistura explosiva. Tenho um nó no estômago, e sinto-me tremendamente cansada mas sem qualquer vontade de dormir. 
Possa isto mexe connosco! Mesmo que não se queira. Mesmo que se queira aproveitar o resto do dia, que por sinal é o aniversário dele, e merecia a minha presença a 100%. Mas nem sequer no jantar a teve.

Que dia de m*rda!

30 junho, 2017

O meu namorado faz anos hoje! E eu devia ser uma namorada exemplar com a prenda dele logo pronta para assim que dessem as doze badaladas lhe entregar. 
Mas a verdade é que atrasei-me a encomendar a prenda e a data prevista de chegada é no dia 4 de Julho.



Portanto o meu namorado faz anos hoje e a única prenda que teve minha foi muitos mimos e beijos assim que era meia noite e um. 
Conta para ser uma namorada exemplar não conta?

Sou uma desgraça!!!

29 junho, 2017

Somos todos iguais, mas também somos todos diferentes!

Para quem não sabe a Carolina Deslandes tem um blogue. E para quem não conhece a Carolina Deslandes é cantora, participou numa das milhares edições dos ídolos, e eu gosto bastante dela. Ou melhor gosto das músicas dela e tenho-me vindo a identificar com muitas coisas que escreve.
A Carolina Deslandes teve o seu segundo filho há uns dias atrás, sendo que a diferença entre o primeiro e segundo filho é de apenas 11 meses. 
No dia 26 de Junho de 2017 a Carolina Deslandes  publicou um post onde falava sobre o seu corpo pós-parto e onde publicou uma fotografia do mesmo. Quando vi a publicação dela bati palmas ao seu ato. A forma como ela fala abertamente de como se sente, e como achou por bem expor-se, com imagem, e mostrar que o seu corpo é como é, está como está, mas que não somos todas iguais e como é óbvio o nosso corpo reage de forma diferente a determinadas coisas.

A Carolina depois de ter feito esse post foi abordada por imensas mulheres a comentar a sua imagem atual. Comentar é uma palavra leve tendo em conta o quanto a criticaram.
Ela respondeu no facebook e fez muito bem. Informou todas essas pessoas que teceram comentários acerca da sua imagem, que é seguida por excelentes médicos, é saudável, o seu corpo é que ainda não recuperou de duas gravidezes tão próximas uma da outra.

E eu depois de ver todo este "circo", sem nunca ter sido mãe, e não ter passado por todas as mudanças físicas que uma gravidez implica (quanto mais duas) só consigo pensar que mesmo que uma pessoa não queira dar importância ao que os outros dizem, é difícil, abstrair-nos de comentários que não tem qualquer tipo de cabimento. Neste caso a Carolina é uma figura pública, tem um blogue no qual escreve o que ela bem entende, e publicou nele aquilo que naquele momento queria que fosse lido e visível. É incrível como outras mulheres, algumas delas já mães, conseguem intervir de uma forma tão negativa para com outra mulher e mãe. E o que a mim me parece ainda mais surpreendente é as comparações. Nas caixas de comentários é só ler gente entendida em tudo e mais alguma coisa, a dizer que recuperou a sua forma física passado um mês, e que o facto dela não o ter feito não é normal. Mas o que raio é normal? Lá porque para mim é normal perder peso com imensa facilidade, não quer dizer que todos os outros tenham de ser como eu. Cada um é como é, e desde que a saúde seja respeitada, cada um sabe de si!

Este foi um caso público, mas que me parece ser uma boa forma de combater esta necessidade de avaliação. Toda a gente tem de avaliar se está ou não no caminho certo. Toda a gente tem de opinar sobre a dieta que deve ser feita o quanto antes. Quando uma pessoa, como foi o caso da Carolina, publica uma imagem do seu corpo depois das transformações que ele sofreu não está à espera que avaliem o seu estado. Não está à espera que digam que está linda, ou que está horrível. Para isso ela não recorreria à internet mas sim a especialistas na área da saúde. Ela só está a mostrar que é possível passar a barreira do preconceito, sem que nos tenhamos de esconder até estarmos no objetivo que a sociedade acha que temos de alcançar. Ela tem as suas inseguranças, também as demonstrou no texto que escreveu, mas nem por isso se importaram com isso, Porque foi bem mais fácil olhar para a imagem e começar a destilar crueldade.

Vamos aprender a respeitar os outros, e vamos ser livres de publicar, mostrar e dizer o que quisermos sem ofender ou desrespeitar alguém, porque apesar de sermos todos iguais, também somos todos diferentes. Só temos de aprender a respeitar a pequena grande diferença entre nós.

E parabéns à Carolina pela coragem, e pelo texto fantástico que escreveu!
 

 

28 junho, 2017

Orange is the new black

E é altura de vos falar de mais uma série que acompanho e gosto imenso.
Orange is the new black foi uma verdadeira surpresa para mim. Quando comecei a ver esta série tinha lido algumas críticas na internet e resolvi dar-lhe uma oportunidade. As expectativas estavam perto de zero. Não tinha ficado super entusiasmada com a história, mas depois de ver os primeiros episódios colei e não parei mais de ver. Neste momento está na 5ª temporada e cá estou a ficar acordada até mais tarde para ver um episódio por dia. Sim esta série é da netflix e as temporadas são disponibilizadas completas o que é uma maravilha!


Então, esta série passa-se na sua maioria na prisão feminina de Litchfield, e começa com a história de Piper Chapman que é presa por transportar dinheiro proveniente de tráfico de droga. Piper Chapman aparentemente nada tem de criminosa. É proveniente de boas famílias, e pode-se dizer que pertence a uma classe média-alta de Nova Iorque. À data da sua prisão estava noiva, mas depois de entrar na prisão ela encontra a ex-namorada Alex Vause que a seduziu no mundo do crime e o seu noivado passado algum tempo termina.


27 junho, 2017

Moda que não #5

O meu namorado de vez em quando chama-me esquisita.  Diz que sou esquisita com a comida, que sou esquisita com roupa, com algumas "manias" pancas. Eu até concordo com ele em alguns aspectos, mas em roupa até não acho muito. Pronto, há coisas que não acho piadinha nenhuma, mas no geral até acho que gosto de bastantes coisas. Se calhar até devia gostar de menos coisas, porque a minha carteira agradecia. Mas hoje trago-vos uma tendência que a mim me faz imensa confusão. É que neste caso não é só não gostar, é mesmo fazer-me impressão:


Chinelos de pêlo? A sério? É que olho para estes chinelos e faz-me lembrar chinelos de quarto, mas depois vê-los conjugados com meias é coisa para me tirar o sono! Ora se já era um não a chinelos de pêlo na rua, então chinelos de pêlo na rua com meias é um grande não!!!

Tempo dos doutores.

aqui disse que por hábito do trabalho trato todas as pessoas por você.
Às vezes tenho até dificuldade a tratar por tu como me pedem para o fazer. Mas se há coisa que me faz mesmo muita confusão é tratar as pessoas por Doutor ou Doutora.
É coisa que me deixa encavacada, e até um tanto envergonhada. Primeiro porque eu não sou obrigada a saber as habilitações académicas de cada um. Depois porque mesmo que o sejam doutores ou doutoras não acho que seja uma uma forma de denominação. Atenção, não quero com isto tirar o mérito de quem o é. Todos fizemos os nossos esforços para concluir os nossos cursos e tenho a certeza que o final dos mesmos já é uma recompensa. Não me parece, de todo, é que esta designação seja uma recompensa. Ou pelo menos para mim não é.
Ainda no outro dia, ao telefone pedia para falar com X pessoa. Assim que pensei dizer o nome da pessoa lá coloquei o Dr. atrás não fosse a pessoa ficar ofendida. Sim, porque já me aconteceu pedir para falar com o fulano Y, e me corrigirem do lado de lá que é o Dr. Y. E isto leva-me aos arames! Não tenho que saber quem é ou não Doutor. Aliás isso não me interessa para rigorosamente nada. Se fizer o seu trabalho em condições pode ter a 4ª classe que me é completamente indiferente.

A mim deixa-me envergonhada esta forma de tratamento porque parece que estamos a elevar quem tem cursos superiores. Parece que quem os tem, tem uma forma de tratamento que outros não tem. Até mesmo quando são uns profissionais de m*rda! O respeito deve ser por todos. E para além disso, fica tudo tão formal, tão distante. Gosto de pessoas mais terra a terra. Pessoas que se dão entre si. Que não precisam desses formalismos para conversar abertamente com alguém. Prefiro mil vezes que me tratem por menina (como diariamente sou tratada e gosto!!!) do que doutora!

E este desabafo deve-se, não só a situações habituais de trabalho, mas porque brevemente haverá um encontro que envolve profissionais da minha área e eu não vou. Não vou porque o namorado faz anos e também porque comecei a imaginar todas os diálogos assim: "Então Doutor X como está? Oh Doutora J está tudo bem, e consigo?" e pronto, desisti logo da ideia!


25 junho, 2017

Coisas só dele #9

Ontem à noite fomos ver o filme Transformers-O último Cavaleiro. Quem me conhece sabe que não é de todo o meu género de filmes. Mas o namorado gosta e como já o arrastei para o cinema para ver filmes que também não eram do género dele, lá tive de ceder (só de vez em quando)!
Pois correu tudo bem, o filme era dentro do esperado, ainda teve algumas partes que me fizeram rir, mas quando chegou ao intervalo, estávamos a conversar sobre aquela primeira parte, e eu em jeito de brincadeira estava-lhe a dizer, que lá estava eu, numa sala de cinema a ver um filme que não acho lá muita graça. Tudo por ele! Coisas que faço por ele. Aquele discurso assim para o lamechas, só para reforçar a ideia de que sou uma excelente namorada!!!
Disse-lhe ainda que ele devia era conquistar-me a cada dia, e por isso devia levar-me a ver a comédias românticas, que tivessem cenas de pôr o bracinho sobre o meu ombro, ou de me dar a mão sorrateiramente. Ele riu-se e não deu grande andamento à conversa.

A segunda parte começou e já mais para o final há uma cena de um beijo apaixonado entre os protagonistas. E o que é que ele faz? Aproxima-se e dá-me um beijo!!! Eu até nem liguei muito aquilo, até que ele me diz:
- Estás a ver? Na parte romântica do filme também te dou um beijo. É para veres como estou atento ao que me dizes!


MORRI!
O meu namorado não só conseguiu arranjar uma parte romântica no filme Transformers (isso é possível?) como ainda confirmei que está mais atento do que parece ao que lhe digo. E por isso mesmo, sabendo que ele de vez em quando passa aqui pelo blogue, fica a dica de que namorado que quer conquistar a sua namorada todos os dias preocupa-se com o bem estar dela, e com a sua sanidade mental. Como nos últimos tempos tenho andado assim, estava na hora de ele tomar as rédeas e marcar umas férias fantásticas para nós os dois!!!

24 junho, 2017

Só a mim!


Sabemos que estamos a precisar de férias quando a meio do nosso trabalho nos lembramos que temos de entregar uns documentos semi importantes ao nosso pai à hora do almoço e chegamos a casa e esses documentos desapareceram.

Na nossa mente esses documentos vieram na nossa mão mas, como estavam juntos com o casaco provavelmente caíram no meio da rua enquanto me dirigia para o carro. Ou então à porta do carro. Ou à porta do escritório. Ou mesmo à saída da porta interior, o que indicaria que estavam no corredor que só nós usamos. 

No meio de tantas dúvidas almoça-se a correr, e voa-se novamente até ao escritório na esperança de que os documentos estivessem caídos na porta interior do escritório ou na da rua porque associariam aqueles documentos ao nosso trabalho/escritório. Mas se os documentos estão caídos na rua então com certeza não será fácil descobri-los, e pior quando há alguma urgência nos mesmos.

 Constata-se que na rua não estão, na porta interior também não e só pro descargo de consciência dá-se uma espreitadela para dentro do escritório. E mesmo de luz apagada (porque o escritório era o último lugar a procurar) é possível verificar que os documentos estão nada mais nada menos que pousados em cima da secretária. Portanto, os documentos nunca saíram daquele lugar. 

WTF? 

A juntar a isto já liguei para pessoas que como não atendiam, retomavam a chamada num curto espaço de tempo, e quando me perguntavam o que pretendia eu já não sabia o que era. E ainda uma ida ao continente que enquanto falava ao telemóvel com o namorado ele me perguntava o que é que eu lá tinha ido fazer, e respondi assim numa resposta meia sem certezas que tinha ido ver alguma coisa para jantar. Mas ao mesmo tempo que dizia isto sentia que não era isso que lá tinha ido fazer. E até o expressei em voz alta enquanto falava com ele. Até que levantei o olhar e deparei-me com a worten e lembrei-me que eu só lá tinha ido porque o telefone de casa da minha mãe, que estava avariado, já estava pronto a ser levantado. 

Ora então, ou férias, ou internamento certo?


Ah e entretanto lembrei-me que também esta semana depois de falar com o meu pai no local de trabalho dele e do meu irmão ao sair para me dirigir ao meu carro, abro a porta, já estou com uma perna lá dentro e apercebo-me que aquele carro é ligeiramente mais baixo que o meu. Olhando bem aquele carro nem parecia o meu! Pois... Não era! Era o do meu irmão! Ri-me sozinha da situação, aparentando ser mais maluca ainda!!!!